Livros (Publicados, Organizados)

Livro “Gênero, subjetivação e perspectivas feministas” (orgs: Edlene Silva, Susane Oliveira e Valeska Zanello)

 

https://drive.google.com/file/d/1HLcW6NrgrgnmLCdpDteAT-B_z7rldZBO/view?fbclid=IwAR2dI-NpsUfwO2OuizBPDIP8chPR3ZfP8mG5Z9WQp_dbFD2ViYw99–pGJk

____________________________________

Psicoterapias e Humor – Sobre os Usos do Humor na Clínica e seus Desdobramentos

MARIANA BORGES DA FONSECA E VALESKA ZANELLO

https://www.jurua.com.br/shop_item.asp?id=27892

____________________________________

SAÚDE MENTAL, GÊNERO E DISPOSITIVOS: CULTURA E PROCESSOS DE SUBJETIVAÇÃO

http://www.editoraappris.com.br/produto/1907-sade-mental-gnero-e-dispositivos-cultura-e-processos-de-subjetivao

https://www.amazon.com.br/Mental-Dispositivos-Cultura-Processos-Subjetivação/dp/8547310282

 

 

 

 

 

 

 

 

Assista a entrevista sobre o livro aqui:

 

 

 

Segundo a Prof.ª Dr.ª Valeska Zanello, partindo de um binarismo estratégico, há caminhos privilegiados de subjetivação no tornar-se homem e mulher na cultura brasileira, nos tempos atuais. Para os homens, destaca-se o dispositivo da eficácia, baseado na virilidade laborativa e sexual. Sucintamente, um “verdadeiro” homem seria um bom provedor/trabalhador e um “comedor” sexual ativo. Para as mulheres, destacam-se os dispositivos amoroso e materno. O dispositivo amoroso configura uma certa forma de amar que vulnerabiliza as mulheres. Segundo a autora, elas se subjetivam na “prateleira” do amor, na qual “ser escolhida” e validada por um homem torna-se uma legitimação fundamental. Isso porque o amor é identitário para as mulheres, de um modo que não se constitui para os homens. Já o dispositivo materno coloca as mulheres em uma relação naturalizada com o cuidar, tornando ideologicamente biológicas performances que, de fato, são interpeladas na e pela cultura desde que se nasce. A autora intersecciona, ainda, os dispositivos com as discussões raciais, tema de suma importância em um país tão marcado pela prática escravista e, até hoje, profundamente racista. Por fim, Valeska Zanello coloca em xeque se a subversão do dispositivo da sexualidade leva necessariamente a uma subversão dos dispositivos de gênero, apontando que essa relação não é compulsória.

SINOPSE

“Por que mulheres têm tantas queixas na esfera do amor? De se sentirem não amadas, de não receberem tanto afeto quanto gostariam ou quanto sentem que oferecem e, um fato que sempre me encucou, simplesmente de estarem sozinhas? Por que quando não têm alguém se sentem ‘encalhadas’? Por que mulheres que são mães carregam tanta culpa? E as que não são, por que se sentem na obrigação de estarem disponíveis a cuidar dos demais? E, de outro lado, por que os homens, diferentemente das mulheres, preocupam-se tanto com o seu desempenho no trabalho e na vida sexual? Por que certas experiências, por exemplo, o desemprego, a aposentadoria ou a impotência, são tão ameaçadoras para eles enquanto homens?”
Essas são as questões que, nas palavras da Prof.ª Dr.ª Valeska Zanello, nortearam a escrita deste livro. Como ela mesma ressalta: “Um ponto então se delineou claramente para mim: o sofrimento apresenta-se de forma gendrada. Em culturas sexistas, como o Brasil, tornar-se pessoa é tornar-se homem ou mulher, em um binarismo que ainda estamos longe de desconstruir. Assim, como conceber categorias analíticas que nos amparem a pensar, a escutar e a intervir clinicamente levando em consideração as especificidades de gênero?Quais são os mecanismos que moldam esses processos de subjetivação? E que pedagogias afetivas são utilizadas?”.
Esta obra é fruto de 20 anos de experiência na clínica psicoterápica e 13 em pesquisas na área de saúde mental, sob a perspectiva de gênero, por parte da autora. Valeska Zanello, professora adjunta do Departamento de Psicologia Clínica da Universidade de Brasília, tem se dedicado a estudar e compreender os processos de subjetivação que se configuraram historicamente em nossa cultura, no Brasil, e como, atualmente, homens e mulheres se subjetivam, sofrem e se expressam de formas diferentes.

____________________________________________

Gênero e loucura na literatura (organizadoras: Cíntia Schwantes e Valeska Zanello)

livro genero e loucura na literatura

____________________________________

RELATOS, ANÁLISES E AÇÕES NO ENFRENTAMENTO DA VIOLÊNCIA CONTRA MULHERES  (Download gratuito)

https://www.dropbox.com/s/b6xvq8rycycdkk4/RelatosEnfrentViolenciasContraMulheresFev18.pdf?dl=0

 

 

 

 

 

 

________________________________________

MARIA DA PENHA VAI À ESCOLA: EDUCAR PARA PREVENIR E COIBIR A VIOLÊNCIA DOMÉSTICA E FAMILIAR CONTRA A MULHER

http://www.tjdft.jus.br/institucional/2a-vice-presidencia/nupecon/centro-judiciario-mulher/e-book-maria-da-penha-vai-a-escola

 

 

 

 

 

 

____________________________________________________________

MULHERES E VIOLÊNCIAS: INTERSECCIONALIDADES

Clique para acessar o 2ee9da_7655fb848516489fa7634659ebf497f2.pdf

 

 

 

 

 

 

 

__________________________________________________

ABORTO E (NÃO) DESEJO DE MATERNIDADE(S): DESAFIOS PARA A PSICOLOGIA

 Coletânea organizada pelas professoras Valeska Zanello e Madge Porto, o livro está dividido em duas partes: a primeira, dedicada à discussão do aborto no Brasil, conta com a contribuição de artigos escritos por juristas, médicos e psicólogos; a segunda parte, dedicada exclusivamente ao questionamento da Psicologia (“O mito do amor materno persiste na Psicologia?”), com contribuições de psicólogas.

O livro pode baixado gratuitamente, através do

link: http://site.cfp.org.br/publicacao/aborto-e-nao-desejo-de-maternidades-questoes-para-a-psicologia/

ebook-aborto

______________________________________________

SAÚDE MENTAL E GÊNERO

(Valeska Zanello e Ana Paula Andrade, orgs)- Prefácio da Profa. Dr. Sônia Maluf

livro sm e genero

Onde comprar: http://www.livrariacultura.com.br/p/saude-mental-e-genero-42234840

___________________________________________________

ESTUDOS FEMINISTAS E DE GÊNERO: ARTICULAÇÕES E PERSPECTIVAS

(Cristina Stevens, Susane Oliveira, Valeska Zanello, orgs)

Disponível para download

http://repositorio.unb.br/bitstream/10482/16349/1/LIVRO_EstudosFeministasedeGeneroArticula%C3%A7%C3%B5es.pdf

livro estudos feministas II

_____________________________________________________

A METÁFORA NO TRABALHO CLÍNICO 

(Valeska Zanello. Livro resultante da tese de doutorado)- Prefácio do Prof. Dr. Ileno Izídio Costa

ESGOTADO, mas disponível para download:  http://repositorio.unb.br/bitstream/10482/16352/1/LIVRO_Met%C3%A1foraTrabalhoCl%C3%ADnico.pdf

image (16)

______________________________________________________

FRONTEIRAS EM PSICANÁLISE

(Valeska Zanello; Cláudia Carneiro; Maria Nilza Campos, orgs)

image (18)

______________________________________________________

A SUBJETIVIDADE SOCIAL NA ESCOLA

(Ana Orofino & Valeska Zanello)- Prefácio do Prof. Dr. Fernando González Rey

image (19).jpg

Onde comprar? http://www.livrariacultura.com.br/p/a-subjetividade-social-na-escola-9098613

______________________________________________________

PSICOLOGIA CLÍNICA E CULTURA CONTEMPORÂNEA

(Terezinha Viana, Gláucia Diniz, Liana Fortunato, Valeska Zanello; orgs)

Disponível para download: http://www.psicc.unb.br/publicacoes

Dpsicol clinica e cult.jpg

_____________________________________________________

GÊNERO E FEMINISMOS: CONVERGÊNCIAS (IN)DISCIPLINARES

(Cristina Stevens; Valeska Zanello; Tânia Mara, Katia Brazil, orgs)

ESGOTADO (em brevre disponibilizaremos para download)

image (17)

_____________________________________________________